Métricas

A medição é algo comum no mundo da engenharia.

A engenharia de software está longe de desenvolver uma medição padrão amplamente aceita e com resultados sem fatores subjetivos. Há discordâncias sobre o que medir e como avaliar o resultado obtido das medições.

Métricas de softwares possibilitam realizar uma das atividades mais fundamentais do processo de gerenciamento de projetos: o planejamento.

A partir desse, pode-se identificar a quantidade de esforço, de custo e das atividades que serão necessárias para a realização do projeto.

As métricas de software, do ponto de vista de medição, podem ser divididas em duas categorias: medidas diretas e indiretas.

Podemos considerar como medidas diretas do processo de engenharia de software o custo e o esforço aplicados ao desenvolvimento e manutenção do software e do produto, a quantidade de linhas de código produzidas e o total de defeitos registrados durante um determinado período de tempo. Porém, a qualidade e a funcionalidade do software, ou a sua capacidade de manutenção, são mais difíceis de serem avaliadas e só podem ser medidas de forma indireta.

Também podemos dividir as métricas de software, sob o ponto de vista de aplicação, em duas categorias: métricas de produtividade e de qualidade.

As métricas de produtividade concentram-se na saída do processo de engenharia de software.

As métricas de qualidade indicam o quanto o software atende aos requisitos definidos pelo usuário.

  • Medidas Diretas
  • Custo
  • Esforço
  • Linhas de Código
  • Velocidade de Execução
  • Memória
  • Número de Erros
  • Complexidade ciclomática
  • Medidas Indiretas
  • Funcionalidade
  • Qualidade
  • Complexidade
  • Eficiência
  • Confiabilidade
  • Manutenibilidade

Para uma melhor compreensão sobre medidas de softwares, precisamos entender algumas informações:

Medida

uma indicação quantitativa da extensão, quantidade, dimensão, capacidade ou tamanho do produto ou do processo.

Medição

ato de determinação de uma medida.

Indicador

É uma métrica ou a combinação delas, que fornece compreensão do processo de software, de um projeto ou do produto

As medições de software podem ser organizadas em outras classes, as quais serão definidas a seguir:

Métricas da produtividade, baseadas na saída do processo de desenvolvimento do software com o objetivo de avaliar o próprio processo;

Métricas da qualidade, que permitem indicar o nível de resposta do software às exigências explícitas e implícitas do cliente, com relação ao definido pela gerência de qualidade;

Métricas técnicas, nas quais encaixam-se aspectos como funcionalidade, modularidade, manutenibilidade, etc…

Sob uma outra ótica, é possível definir uma nova classificação das medições:

Métricas orientadas ao tamanho, baseadas nas medições diretas da Engenharia de Software;

Métricas orientadas à função, que oferecem medidas indiretas; Métricas orientadas às pessoas, as quais dão indicações sobre a forma como as pessoas desenvolvem os programas de computador.

Métricas Orientadas ao Tamanho

A medida de software mais familiar é a contagem de linhas de código.

Esta métrica pode parecer simples, mas existe discordância sobre o que constitui uma linha de código.

A medida de linhas de código não deveria contar linhas de comentário e linhas em branco, pois não afeta a sua funcionalidade. Está fortemente ligado à linguagem de programação utilizada, impossibilitando a utilização de dados históricos para projetos que não utilizam a mesma linguagem.

Um conjunto de métricas de qualidade e produtividade pode ser desenvolvido com esta técnica. Métricas Orientadas à Função Em vez de contar as linhas de código, a métrica orientada à função concentra-se na funcionalidade do software.

Em 1979, Allan Albrecht, introduziu uma técnica de avaliação conhecida como Ponto de Função. Baseada na visão de negócio do usuário;

  • É independente da linguagem utilizada e de qualquer tecnologia em geral;
  • Ela não permite calcular o esforço de desenvolvimento, mas gera uma variável que pode permitir seu cálculo;

Auxilia o usuário final a melhorar o exame e avaliação de projetos.

Seus objetivos são:

  • Medir o que foi requisitado e recebido pelo usuário;
  • Prover uma métrica de medição para apoiar a análise de produtividade e qualidade;
  • Prover uma forma de estimar o tamanho do software;
  • Prover um fator de normalização para comparação de software.
  • Razões para se medir um software Indicar a qualidade do produto;
  • Avaliar a produtividade dos que desenvolvem o produto;
  • Determinar os benefícios derivados de novos métodos e ferramentas de engenharia de software;
  • Formar uma base para as estimativas;
  • Buscar oportunidades por refatoração;
  • Ajudar na justificativa de aquisição de novas ferramentas ou de treinamentos adicionais;

A medição é algo comum no mundo da engenharia. Mas para engenharia de software está longe se ter uma medição padrão amplamente aceita e com resultados sem nenhum fator subjetivo.

Com certeza o aumento de produtividade mais representativo será obtido quando conseguirmos estabelecer uma sistemática de métricas significativa para os resultados do desenvolvimento de software e efetivamente usá-la.

Métricas de engajamento

Métodos para medir como os usuários estão interagindo com páginas e conteúdo da web. Exemplos de métricas de engajamento incluem:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Checklist de SEO para wordpress em 2021

Hoje pela manhã um amigo me pergunta no WhatsApp: "Tu tem algum checklist de SEO para wordpress pra me indicar?". Ter eu tenho, mas ele está na minha cabeça, pensei. Eu poderia pesquisar um na...

A Web Semântica e o SEO – Ao Vivo

Vamos conversar? Desde 2018 quando entrei em contato com o SEO pela primeira vez uma coisa me incomoda: Ter mais contato com profissionais de fora do Brasil do que daqui. Durante um tempo eu ia em...

Google Core Updates

O Google acabou de confirmar que lançou um "Google Core Update" ou um update amplo hoje: Uma nova atualização ampla do núcleo começará a ser lançada na quarta-feira - esta chamada de Atualização do...

Como trabalhar com o SEO?

Antes de responder como trabalhar com o SEO, quero que separe um tempo para assistir esse filme. Nele você vai ter a história por trás de como o Google funciona. O SEO é independente de um buscador,...

A Solução para as Fake News

Esse post foi originalmente escrito no meu linkedin e está sendo repostado aqui no blog. A solução para as notícias falsas (fake news) está bem mais próxima do que você imagina Fake News, Fake...

Entre em Contato

Alexander Rodrigues Silva

Alexander Rodrigues Silva

Consultor SEO

Sou publicitário, com mais de 20 anos de experiência no Digital. Trabalho com Search Engine Optimization desde 2009, sempre buscando alinha a experiência do usuário a estratégias como Marketing de Conteúdo, otimizando o investimento em SEO.

Rua Santo Antônio, 325 - Porto Alegre, RS  | contato@semantico.com.br